18.3.06

lista numero cinco ou seis já não sei.












1. chovem dilúvios.
2. luz eléctrica.
3. jogar xadrez na internéte
4. músculos inchados e doridos.
5. ainda não mudei de roupa hoje.
6. ela olhou-me ontem. com os olhos de desejo que também são meus.
7. os pulmões depois da atmosfera.
8. ao estar tão fisicamente fatigado por isso os músculos enrolam-se nos ossos da indolência.
9. apetece-me tomar dois ou três comprimidos para dormir, e depois ficar narcótico a tentar resistir ao sono. como se existisse uma coisa chamada vontade e não apenas fenómenos bioquímicos e neuronais.
10. sente-se quando um olhar tem desejo dentro. quando uma mulher nos está a desejar.
11. será o mundo ilusão? buda deve ter dito ou pensado algo assim. mas ele não tinha que ter razão. de qualquer maneira os indianos nunca foram grandes pensadores. mas deram sempre bons ilusionistas.
12. eu acho que ela me olhou, ela me olhou com desejo físico no olhar, com uns olhos plenos de desejo e de fertilidade. isso a ser verdade, se era bom que fosse verdade, a ser verdade.
13. seria também cómico ela se calhar achar que eu não a desejo. como seu eu fosse alguém de muito importante quando sou a pessoa mais acessível do mundo com o coração espesso de sangue.
14. esta ultima frase é quase de antónio franco alexandre “recebe-me coração espesso de sangue” que é um verso lindíssimo.
15. (suponho pelos vistos que ela também me deseje, e que não seja a minha imaginação a fazê-la desejar-me)
16. estou a ler “théorie du corps amoreux”, do filósofo Michel Onfray, devia-lhe mandar um emaile um dia destes, e porque não? o subtítulo do livro é muito bonito “por une érotique solaire”.
17. sente-se quando um olhar é quente. quando tem desejo dentro.
18. é de noite. o cansaço espalha-se pelas costas. o cansaço é um eczema.
19. o desejo é perfeito. o desejo quando é proibido tem essa magia da transgressão, de ir contra a instituição do amor acinzentado quando durante muito tempo juntos.
20. (pressuponho portanto que ela também me deseja, e que não seja apenas a minha imaginação buda a fazer-me ela a desejar-me)
21. gosto particularmente de uma palavra inglesa para “estar baralhado”é “puzzled”. eu acho que tou puzzled com esta mulher.
22. fumei e bebi imenso ontem. mas também isso não faz mal.
23. já faço mais flexões e halteres. faço exercício para hipertrofiar os músculos. e esforço-me até encontrar a dor levantar-se dentro de mim. eu preciso definitivamente da dor para viver. da dor física, porque a emocional dispenso.
24. recuso-me categoricamente a sofrer por alguém.
25. será que imagino que ela também me deseja?
26. fumei e bebi imenso ontem. mas também isso não faz mal.
27. a carne do cérebro tenta adormecer. mas eu não vou deixar que isso aconteça.
28. as paredes olham para mim. estou no centro do quarto a escrever sobre o desejo, por uma pessoa concreta. e as paredes olham para mim como se eu fosse um acontecimento ou um fenómeno.
29. fiz agora roque pequeno. os ingleses chama a fazer o roque “to make a castle”. o que indica a filosofia feudal do xadrez. seguindo este raciocínio, de uma forma não muito brilhante, pode-se dizer que eu desejo a rainha que está do outro lado do tabuleiro e que tem provavelmente que ficar com o seu rei.
30. não tenho a certeza, mas acho que ela olhou para mim ontem. com uns olhos plenos de desejo. com olhos de desejo também de desejo os meus.
31. há uma fotografia dela na praia. é uma fotografia muito enigmática. com um rosto muito sonhador a olhar para a areia. se calhar à procura dos castelos perdidos da infância.
32. provavelmente, e como é habitual, não a irei beijar.
33. o desejo é do domínio do proibido e/ou da transgressão.
34. tenho a certeza que ela olhou para mim com “aqueles olhos”.
35. se acontecesse esse primeiro beijo, que me preparo de antemão e descontraidamente para não acontecer, isso seria uma descarga de adrenalina e de prazer profundamente bom e proibido.
36. vou baixar a música para ver se já voltou a chover.
37. um dia destes assim de chuva fui passear na serra de sintra à noite sozinho. pelo meio da floresta e a água por todo o lado humidade. hoje não me apetece.


12 comentários:

rafael disse...

"girl smoking" de Wilhelm-Sasnal-Anka

Lia disse...

:)hahahahah! é titulo tem humor...
:)Gostei muito, muito do texto.

Beijinhos :)

Lia disse...

*errata

é = o

abc da insonia disse...

ópá, deixa-te de coisas. tens de acreditar pra acertar. eu cá ando à procura da minha alma gemea. dizem que o sexo é melhor.
fora a insegurança do personagem, gramei o texto bué!
ok, fica em paz e alegria.
fui!

Anónimo disse...

Ela nao sei, mas eu desejo-te...

vivia disse...

~ dicas pra pinto rei! ~



Olha, cara, aprenda a usar as ancas, acerta em certo lugar sensivel ;)
Faça a mulher sentir o tesão no cérebro com papo legal, me entende? ;)
Faça ela se sentir Rainha ;)
Aprenda todos os pontinhos sensiveis do corpo dela ;)
Trate o corpo dela como um templo ;)
Se você souber fazer a mulher se sentir muito feliz, mas muito feliz mesmo, ela até empina seu sexo pra você na posição que dizem que as mulheres não gostam... ;)
Se você aprender a arte do amor, não tem pinto que ganhe de você;)
Não esqueça, mulher é emocional, se você souber fazer, vai dar muitos orgasmos pra ela, e ela te vai dar muito, pode crer ;)
...
ciao

vivia disse...

p.s. seja sincero sempre, viu? toda a mulher tem algo pra elogiar ;) seja sincero ;)

Anónimo disse...

que texto é esse?

Anónimo disse...

um dia escreveste sobre o sentimento de sentir-se protegido quando chove...
também sinto isso, é uma coisa recente na minha vida, antes não era assim...
estou como que boquiaberto...

Anónimo disse...

speechless... I wonder!

black_bird disse...

«há uma fotografia dela na praia. é uma fotografia muito enigmática. com um rosto muito sonhador a olhar para a areia. se calhar à procura dos castelos perdidos da infância.»

Rafael, a tua escrita faz o meu cérebro levitar sob os castelos invertidos da minha infância =)

tu escreves mesmo bem, ó poeta!

beijinhos

Filigraana disse...

Gosto muito desta fase introspectobiográfica do Rafael. Mas o que mais me encheu as medidas foram os comentários de Vivia «~ dicas pra pinto rei! ~»... Deram-me tanto 'tesão no cérebro' como imaginar como seria a escrita do Rafael se tivesse maiúsculas:)